Revolut vai cobrar comissões em alguns tipos de transferências a partir de agosto

Diz a Revolut que são “alterações em produtos menos usados”.

de agosto
- Publicidade -

Recentemente dissemos aqui no Echo Boomer que a Revolut tinha chegado à versão 7.0, apresentando uma nova interface. Também referimos que a empresa estava a preparar um programa de recompensas, no qual oferecem reembolsos e descontos em várias marcas. Contudo, não esperávamos algumas das alterações que vão entrar em vigor no dia 12 de agosto deste ano.

Para já, algo positivo. A fintech garante que, a partir desse mês, as equipas de apoio ao cliente irão rever determinados pagamentos incorretos efetuados para contas Revolut. Isto é extremamente útil quando pagamos a alguém e, momentos depois, apercebemo-nos que colocámos os dados da conta errada.

Depois há limites no que toca a operações de câmbio. De momento, os clientes sabem que, ao efetuarem operações de câmbio superiores ao limite de câmbio gratuito mensal, pagam uma comissão. Pois bem, esse limite vai diminuir para 1.000€ por mês. Acima desse limite, a comissão permanece nos 0,5%.

Já para operações de câmbio durante o fim de semana, a Revolut irá aumentar ligeiramente a majoração de 0,5% para 1%, por forma a cobrir os riscos durante a evolução do mercado.

O maior senão destas alterações está mesmos nas transferências. Os tipos de pagamento mais populares, como os pagamentos para utilizadores Revolut, as transferências nacionais e as transferências em euros dentro da Área Única de Pagamentos em Euros, vão permanecer gratuitos. Contudo, caso o utilizador efetue qualquer outra transferência para uma conta fora do seu país, o primeiro pagamento todos os meses também irá permanecer gratuito, mas os pagamentos seguintes irão ter uma comissão de 0.50€ por pagamento.

Sabe-se ainda que, caso o utilizador efetue uma transferência para um país que não seja na respetiva moeda nacional, será cobrada uma comissão de 3€ para transferências em dólares (por exemplo, de dólares americanos para o Brasil) ou de 5€ para transferências que não sejam em dólares (por exemplo, de libras esterlinas para o Brasil).

Como referimos, estas alterações entrarão em vigor a 12 de agosto de 2020. Quem preferir não estar sujeito a este tipo de mudanças, poderá sempre optar pelos planos Premium e Metal.

Fonte:Revolut
- Publicidade -

Sigam-nos

12,767FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
656SeguidoresSeguir

Relacionados

Clientes Revolut já podem aceder às suas contas através do PC

Está agora disponível uma web app online para clientes.

Nova ferramenta do Revolut permite gerir subscrições com facilidade

Até porque reune todas as assinaturas, débitos diretos e pagamentos recorrentes num só lugar.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

CP reduziu temporariamente a circulação de comboios Alfa Pendular e Intercidades

Já a oferta de comboios Urbanos e Regionais não terá alterações.

Rede Expressos ajusta oferta devido ao novo confinamento

Se for o caso, devem fazer a respetiva revalidação (sem custos) para uma nova data.

Será este o dobrável da Xiaomi?

Mas a dobra parece demasiado acentuada.