O Sol da Caparica já anunciou os primeiros nomes para 2021

E promete ser um cartaz muito variado.

- Publicidade -

Foi quase no fim de julho que nos debruçámos aqui no Echo Boomer sobre o adiamento do festival O Sol da Caparica para 2021. Devido à COVID-19, e sem qualquer surpresa, o festival não se irá realizar este ano, pelo que todos os esforços estarão concentrados em 2021.

Também já sabíamos as datas para a sétima edição – 12, 13, 14 e 15 de agosto de 2021 -, pelo que só faltava termos alguns nomes. E eis que o Grupo Chiado, promotor do evento, já nos fez esse favor.

Mão Morta e Moonspell (12 de agosto), Anselmo Ralph, Plutónio, ProfJam e Rui Orlando (13 de agosto) e Diogo Piçarra, HMB e Pablo Martins (dia 14 de agosto) são os primeiros artistas/bandas confirmados n’O Sol da Caparica.

De resto, sabemos também que voltará ao recinto a Zona Graffiti, que a Zona de Gaming será reforçada, que a restauração alargada ao longo do espaço verde e que a Zona Zen terá um lounge diferenciador. Mantém-se o palco principal e o palco secundário, bem como os palcos comédia e dança e ainda o parque de desportos radicais.

A outra novidade é referente aos bilhetes, que já estão à venda. O bilhete diário custa 22€, o passe para três dias custa 45€ e o passe para todos os dias do festival pode ser adquirido por 54€. Há descontos para maiores de 65 anos e recenseados do concelho de Almada, mas terão de dirigir-se ao Posto de Turismo da Costa da Caparica e apresentar prova documental de modo a que possam usufruir desse desconto.

- Publicidade -

Parceiros

Relacionados

Festival O Sol da Caparica passa para 2022

A organização promete "uma edição incrível e inesquecível com muita música lusófona".

Música – Álbuns essenciais (junho 2021)

Uma dúzia de bons álbuns chegam para resumir o mês de junho.

Espanhóis Obsidian Kingdom tocam em Lisboa em novembro deste ano

A abertura da noite fica a cargo dos portugueses Gaerea.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

LENNA. Nova marca aposta em sapatos vegan, sustentáveis e feitos em Portugal

Na verdade, trata-se de uma fusão entre alpercatas e ténis. E é bem provável que tenhamos aqui a sensação do verão.