Festival Regresso ao Futuro junta 21 artistas em 21 teatros diferentes

Acontece já daqui a 15 dias.

Regresso ao Futuro
- Publicidade -

Está na altura de voltar a ligar o som e a acender as luzes dos teatros municipais, resgatando-nos ao silêncio e ao afastamento a que a Covid-19 obrigou.

Assim, há agora um festival que, no mesmo dia, vai juntar 21 artistas em 21 teatros diferentes. Chama-se Festival Regresso ao Futuro e acontece a 20 de junho, ou seja, já daqui a 15 dias.

O Festival Regresso ao Futuro reafirma a vocação decisiva dos teatros municipais para a sustentabilidade da cultura em Portugal, a sua importante contribuição para a circulação artística, agindo como um catalisador de esperança, resiliência e confiança para o público, sempre dentro das regras sanitárias em vigor.

É, simultaneamente, também um acontecimento solidário que une e mobiliza os teatros municipais, os artistas, as equipas técnicas, a organização da Sons em Trânsito e o público numa frente comum que culmina na entrega das receitas de bilheteira ao Fundo de Solidariedade para a Cultura, criado pela Audiogest (associação que representa produtores musicais) e GDA (Gestão dos Direitos dos Artistas), destinado a todos os profissionais dos setores das artes.

O objetivo deste fundo é apoiar financeiramente, até ao limite das disponibilidades, profissionais (incluindo profissionais independentes e trabalhadores) do setor cultural, que se encontram a braços com uma crise sem precedentes, tantos deles arredados dos apoios públicos, precisamente fruto da precariedade estrutural do setor.

No que toca ao cartaz, é este: António Zambujo (Torres Novas – Teatro Virgínia), Agir (Leiria – Teatro José Lúcio da Silva), Ana Moura (Oliveira do Bairro – Quartel das Artes), Aurea (Figueira da Foz – Centro de Artes e Espectáculos), Bárbara Tinoco (Albergaria-a Velha – Cineteatro Alba), The Black Mamba (Aveiro – Teatro Aveirense), Carolina Deslandes (Bragança – Teatro Municipal), Clã (Almada – Teatro Joaquim Benite), Camané (Cascais – Parque Palmela), D.A.M.A (Setúbal – Fórum Municipal Luísa Todi), Diogo Piçarra (Faro – Teatro das Figuras), Fernando Daniel (Estarreja – Cine-Teatro de Estarreja), Gisela João (Fafe – Teatro Cinema de Fafe), Miguel Araújo (Caminha – Teatro de Valadares), Pedro Abrunhosa (Ovar – Centro de Arte de Ovar), Rita Redshoes (Lisboa – São Luiz Teatro Municipal), Salvador Sobral (Santarém – Teatro Sá da Bandeira), Samuel Úria (Lisboa – Cinema São Jorge), The Gift (Loulé – Cineteatro Louletano), Tiago Bettencourt (Castelo Branco – Cine-Teatro Avenida) e Tiago Nacarato (Matosinhos – Cine-Teatro Constantino Nery).

Os bilhetes para o Regresso ao Futuro têm o preço único de 10€ e estarão à venda a partir de terça-feira, 9 de junho, nos locais habituais e nas bilheteiras dos teatros.

Fonte:RaF
- Publicidade -

Parceiros

Relacionados

Vodafone Paredes de Coura pode ganhar mais dias em 2022

"Vamos elevar o risco, mas quero fazer uma edição histórica", disse recentemente João Carvalho, diretor do festival minhoto.

Festival O Sol da Caparica passa para 2022

A organização promete "uma edição incrível e inesquecível com muita música lusófona".

Música – Álbuns essenciais (junho 2021)

Uma dúzia de bons álbuns chegam para resumir o mês de junho.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Afinal, os bares podem funcionar já a partir de 1 de agosto

Desde que apliquem as regras dos restaurantes.

Governo anuncia três fases para a “libertação”. Discotecas poderão voltar a funcionar em outubro

Espera-se que, em finais de outubro, 85% da população portuguesa esteja totalmente vacinada.

Trust coloca o jogo nas nossas mãos com dois novos ratos

Conheçam o GXT 922 Ybar e o GXT 131 Ranoo.