fbpx

Elvira Gavrilova: Negócios em crise – Adaptar para sobreviver

Elvira Gavrilova no seu escritório

Elvira Gavrilova é co-proprietária e CEO EU da empresa de publicidade internacional Amillidius, especialista em marketing e RP, produtora e especialista na comercialização de marca pessoal e editora-chefe da revista empresarial Financoff. Aos 30 anos, Elvira conseguiu construir uma carreira de sucesso, tornando-se fundadora de um dos mais prestigiados projetos dos prémios ucranianos Orgulho e Beleza da Ucrânia e de outros projetos de referência. As suas conquistas têm sido noticiadas nos meios de comunicação social, incluindo artigos na revista de negócios Forbes.

Elvira Gavrilova hoje vive e trabalha em Portugal e está familiarizada com os problemas não apenas da Ucrânia, mas também das empresas europeias. Como chefe da divisão europeia da empresa de publicidade, a profissional consulta os seus clientes em questões de construção de uma estratégia de marketing. Elvira tem a certeza absoluta de que os tempos de instabilidade na economia não são motivo para interromper os negócios. A paragem não vai servir de nada, sendo um caminho para a falência. É necessário agir e, sobretudo, reformatar a política de marketing da empresa. Rever a abordagem à sua marca, à interação com o consumidor, dominar as novas tecnologias e formas de fazer negócio.

Aqui estão algumas dicas de Elvira Gavrilova sobre os passos que devem ser dados em primeiro lugar para tornar a crise o mais tranquila possível, de modo a que não só as empresas possam manter os seus clientes e respetiva reputação, como também manter os seus lucros.

Elvira Gavrilova: como sobreviver durante a recessão

Elvira Gavrilova no escritório de representação da Amillidius em Varsóvia (Polónia)

Transformação digital de negócios e transição para on-line

Transferir parte dos processos para o online ajudará a reduzir os custos da empresa. Hoje, isto não é apenas uma tendência, mas uma necessidade urgente. O desenvolvimento acelerado das tecnologias da Internet é uma grande ajuda para essa transição.

Obviamente, nem todas as atividades podem ser realizadas remotamente, mas pelo menos algumas funções devem ser transferidas para o online em paralelo com o desenvolvimento da empresa. Essa transição coloca a tecnologia digital em primeiro plano.

Graças às ferramentas de marketing digital, podem fornecer informações sobre a vossa marca para milhares e até milhões de consumidores instantaneamente. O reforço das capacidades de marketing digital pode ajudar a vossa empresa a adaptar-se rapidamente à evolução das necessidades dos clientes. Este é um investimento estratégico de marketing.

Ajustar a imagem da marca e da linha de produtos

Deve ser tido em conta que a crise altera as prioridades e preferências dos clientes. Por isso, hoje em dia é necessário rever os objetivos da vossa marca e identificar novas formas de os alcançar. Chegou o momento de ajustar as vossas exigências: devem ser relevantes e ter impacto junto do público-alvo. É necessária uma análise completa das novas necessidades dos consumidores dos vossos produtos e serviços e adaptar a linha de produtos ou, por exemplo, criar uma nova, para responder a estas novas exigências. Para saber o que pode ser útil para os vossos clientes neste momento, precisam de comunicar de perto com o vosso público-alvo.

 Elvira Gavrilova com o Barão belga Alexander Zanzer, empresário, produtor, ex-cônsul honorário da Mongólia na Bélgica, consultor diplomático, e a sua esposa. (Monaco, Yacht Show)

Reforçar a ligação emocional com o público-alvo

Para as empresas, a dimensão do declínio económico deve ser inversamente proporcional ao desenvolvimento das suas comunicações. Isto aplica-se igualmente à criação de relações dentro da empresa, bem como o que é ainda importante e o diálogo com potenciais consumidores. Devem fornecer mais informações aos clientes e fornecê-las com maior frequência. E muito importante – oiçam o vosso público-alvo.

Especialmente em tempos difíceis, os clientes devem sentir uma ligação bilateral com a campanha e serem envolvidos no processo. Em crise há muito mais perigos para a reputação da vossa marca na Internet e nas redes sociais porque, durante este período, as pessoas estão desorientadas e irritadas. É necessário prestar a máxima atenção ao reforço da reputação, envolvendo para o efeito todos os recursos, materiais e humanos disponíveis.

Criação de uma equipa de gestão de crises

Um desses recursos pode ser uma equipa de gestão de crise, à qual participarão representantes de vários departamentos da empresa. A tarefa de tal equipa é desenvolver uma estratégia comum para responder à crise. E a sua interação com a sua agência de marketing ajudará a analisar os canais de promoção e descobrir o que dá lucro e o que deu prejuízo. Em primeiro lugar, ajustem a vossa estratégia de marketing para manter os lucros. Em segundo lugar, devem implementar efetivamente o programa anti-crise desenvolvido pelos profissionais de marketing. E em terceiro lugar, devem gerar novas ideias de divulgação.

Elvira Gavrilova: Marketing em crise — um teste de resistência

Elvira Gavrilova no encontro com o Príncipe Michael da Jugoslávia (Prince Michael of Yugoslavia), financiador, figura pública e filantropo. (Mónaco)

Formação do pessoal

Em tempos de crise, deve ser dada especial atenção à formação dos colaboradores. O novo contexto exige novas abordagens e soluções e, como tal, uma mão-de-obra mais qualificada, capaz de adaptar-se rapidamente às novas realidades.

Segundo os estudos, nos últimos anos as empresas não gastaram mais de 4-5% dos seus orçamentos de marketing em formação. Em tempos de crise, é a altura certa para aumentar esta parte das despesas. A propósito, a Amillidius considera a divulgação do conhecimento de marketing no ambiente empresarial como a sua missão social. E dão aos clientes a oportunidade de elevar o seu nível em seminários gratuitos realizados nos escritórios da empresa.

Elvira Gavrilova no encontro com o empresário britânico Glyn Hutchinson, Director de Vendas da companhia Icon Connect.

Reforço das relações com as agências, que são parceiros fundamentais

Mesmo que os orçamentos de publicidade e promoção tenham de ser reduzidos, os contratos com as agências de marketing não podem ser rescindidos. Pelo contrário, a comunicação deve ser reforçada, pelo que devem tentar alcançar as condições de cooperação mais benéficas para ambas as partes.

De acordo com as estatísticas, as marcas têm maior tolerância se não abandonarem as atividades publicitárias durante a recessão. Nos anos 70 do século passado, a associação de publicações empresariais American Business Press realizou um estudo e constatou que as empresas que continuam a investir em marketing durante a crise aumentaram as vendas durante essa mesma crise, bem como nos anos seguintes.

As estatísticas recentes da Kantar (agência de estudos de mercado) mostram que a ausência de despesas de marketing no orçamento durante uma crise origina uma queda de 13% nas vendas. E a diminuição das despesas para metade reduz as vendas em apenas 1%.

Tirem conclusões e lembrem-se que um ajuste rápido e competente das vossas estratégias de marketing será a chave para alcançarem resultados bem-sucedidos e manter os negócios em crise.

- Publicidade -

Afiliados

Sigam-nos

10,781FansCurti
4,064SeguidoresSeguir
629SeguidoresSeguir

Media Partner

Relacionados

“Compra um, recebe outro grátis” é a nova campanha da Ryanair

A decorrer até às 23h59 de hoje, 24 de setembro, a companhia aérea irlandesa promove assim a sua primeira oferta 2 por 1 de sempre.

HP apresenta o portátil de 15″ mais pequeno do mundo para criação e gaming

O Zbook Create foi apenas uma das novidades apresentadas esta tarde pela conhecida marca tecnológica.

Parque de estacionamento da Makro Alfragide está com uma street food de boa comida até meados de outubro

E com todas as medidas de segurança e higiene necessárias em tempos de pandemia como o que se vive atualmente.
- Publicidade -

Mais Recentes

“Compra um, recebe outro grátis” é a nova campanha da Ryanair

A decorrer até às 23h59 de hoje, 24 de setembro, a companhia aérea irlandesa promove assim a sua primeira oferta 2 por 1 de sempre.

HP apresenta o portátil de 15″ mais pequeno do mundo para criação e gaming

O Zbook Create foi apenas uma das novidades apresentadas esta tarde pela conhecida marca tecnológica.