Disintegration ganha data de lançamento para junho

O novo jogo do co-criador de Halo chega já para o mês que vem.

Disintegration
- Publicidade -

A Private Division e a V1 Interactive revelaram a data de Disintegration, a nova aposta liderada por Marcus Lehto, conhecido como um dos co-criadores da saga Halo.

Disintegration chega ao PC, PlayStation 4 e Xbox One no dia 16 de junho e promete um novo tipo de experiência de jogo. É um título que vai misturar ação na primeira pessoa a bordo de um veículo, a Gravcycle, com mecânicas estratégicas, onde podemos controlar as ações da nova equipa. Ao longo do jogo, as habilidades das personagens e do nosso veículo podem ser atualizados para um sucesso mais eficaz das missões.

O anúncio da data fez-se acompanhar por um trailer de história, onde tomamos conhecimento das personagens robóticas que vamos ajudar na sua luta pela sobrevivência humana.

Disintegration custa 49,99€, tem lançamento no PC e consolas e as suas pré-reservas já começaram. Os jogadores podem aproveitar esta fase para receber uma série de elementos cosméticos, como skins, emotes e banners.

- Publicidade -

Parceiros

Relacionados

Resident Evil vai ter uma apresentação especial já para a semana

Esperam-se novidades do próximo jogo da série e muito mais.

A agenda da PlayStation 5 para 2021 começa a ganhar forma

Alguns dos jogos da nova consola da Sony receberam datas e janelas de lançamento.

Outriders empurrado para abril, mas com demo em fevereiro

É o segundo adiamento para o novo jogo da People Can Fly.

A última expansão de The Binding of Isaac chega no final de março ao PC

Com mais bosses, caminhos e itens tem o tamanho de um jogo completo.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Bird faz melhor que a Link e oferece viagens no dia de voto

São oferecidas duas viagens de 15 minutos cada.

Hotel Casino Chaves tem o único posto de carregamento ultra rápido universal de Trás-os-Montes

O Hotel Casino Chaves torna-se assim numa unidade mais completa com a parceria feita com a Power Dot Portugal.

Igreja de Bragança com estatuto de monumento foi vendida para pagar dívida a empreiteiro

A igreja foi a leilão como “espaço dedicado ao culto da religião católica”.