Análise – Razer Hammerhead True Wireless

A nova geração dos Razer Hammerhead True Wireless afirma-se não só como uma revisão, mas como um verdadeiro produto novo, completo e de alta qualidade.

- Publicidade -

Sabem o que é que faltava mesmo aos earphones da Razer? RGB. Pronto. E nos dias que correm, claro, cancelamento ativo de ruído e uma autonomia das boas.

Estes são os ingredientes extra da nova versão dos Razer Hammerhead True Wireless, que se apresentam como uma segunda geração do modelo anterior, mas que são, na verdade, um produto complemente novo, que se distingue externa e internamente do modelo anterior. A caixa que acompanha o par de earphones é maior e de maior capacidade, a forma como os guardamos é diferente, e até o próprio design é completamente novo.

Começando exatamente pelo design e não querendo parecer muito crítico, os novos Razer Hammerhead True Wireless causam, de facto, um ótimo primeiro impacto. A sua caixa é maior, mas fácil de transportar, apesar de usar o mesmo material do modelo anterior. Parece um pedaço de hardware mais sólido (especialmente graças à sua tampa altamente satisfatória de abrir e fechar), ao passo que os earphones em si apresentam-se brilhantes, com um design mais orgânico, com pontas achatadas, mas aparentemente muito premium. Tudo excelente até aqui, exceto pelo uso de um material glossy que se suja muito facilmente com dedadas e suor, retirando-lhes esse aspeto mais “exclusivo”.

No geral, porém, são bonitos. Mas mais importante do que isso, extremamente confortáveis de se usar. Mesmo com as pontas já aplicadas por defeito (podendo ser alternadas com outros tamanhos incluídos na caixa), o seu design é, provavelmente, o mais confortável dos vários Razer Hammerhead que já experimentei devido à sua ponta saliente. Sem dúvida alguma um enorme upgrade face ao formato do seu antecessor, que requeria uma membrana de borracha em todo o corpo para ficar fixo no ouvido com o seu one size fits all.

A qualidade de áudio acaba por sofrer com a sua ergonomia, mas a instalação mais confortável potencia as melhores qualidades dos Razer Hammerhead True Wireless: o equilíbrio, alcance e baixos do seu som. Ao colocar os novos Razer Hammerhead True Wireless, os baixos suaves, mas encorpados, saltam facilmente ao “ouvido”, seguindo de um ótimo alcance e som bastante rico em detalhe nos mais variados géneros de música.

A experiência áudio pode também ser ajustada facilmente na aplicação móvel da Razer, a Razer Audio, com os habituais equalizadores e perfis já preparados, mas o grande destaque da aplicação vai para o remapeamento de ações e a ativação dos vários modos de cancelamento de rúido. Infelizmente, o Razer Chroma só é possível ser personalizado através de uma aplicação exterior, descarregada através da mesma app.

Através da app do Razer Chroma, podemos então explorar uma das novidades do Razer Hammerhead True Wireless, a iluminação. Temos efeitos de reação ao som, de respiração, estáticos, entre outros… e é apenas isto. É interessante, mas vamos ser honestos: não oferece absolutamente nada de novo. Quanto muito, acaba por consumir energia da bateria. Por isso, a recomendação é que se use a aplicação simplesmente para desligar esta função.

Outra das novidades, e que acaba por ser o grande destaque dos novos Razer Hammerhead True Wireless, é o cancelamento ativo de ruído. E tal como os outros novos auscultadores da Razer, é excelente.

Aqui temos três modos – o desligado, o de cancelamento total e o de ambiente -, com este último a tirar partido dos microfones embutidos para filtrar o som. O resultado em ambos os dois modos principais é genuinamente ótimo – dependendo do que estamos a fazer com os earphones – e, em conjunto com o isolamento físico dos próprios earphones, permitem uma abstração do ambiente e uma concentração melhorada no conteúdo, isto no caso do ANC on. Já o modo de ambiente filtra os sons mais importantes, amplificando-os, de modo a que possamos ouvir as nossas músicas e podcasts confortavelmente na rua sem riscos de acidentes.

Já o tempo de bateria dos Razer Hammerhead True Wireless é relativamente decente, com uma carga diária modesta para um dia inteiro de trabalho, com armazenamento sempre a carregar que potencia cerca de 32 horas, sem iluminação ou ANC ligado. Num cenário prático reduz-se para 20 horas, ou quatro dias de utilização, sem ter que carregar a caixa, o que é ótimo.

No geral, os Razer Hammerhead True Wireless afirmam-se não só como uma revisão, mas como um verdadeiro produto novo (um substituto do modelo anterior) completo e de alta qualidade. Por 139,99€, o Razer Hammerhead True Wireless é um autêntico no brainer.

Echo Boomer Recomendado

Este dispositivo foi cedido para análise pela Razer.

- Publicidade -

Deixa uma resposta

Introduz o teu comentário!
Introduz o teu nome

Parceiros

Relacionados

Razer com campanha de Regresso às Aulas em várias lojas nacionais

A Razer baixou oficialmente o preço de alguns dos seus periféricos nas grandes superfícies comerciais.

Há uma nova forma de ouvir os jogos da Xbox com os novos Stereo Headset

Uma alternativa mais acessível para tirar o máximo partido dos jogos da Xbox.
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Recentes

Já repararam nos novos talões do Lidl? São mais ecológicos

Agora é esperar que a concorrência faça o mesmo.

Burger King abre novo restaurante em Sesimbra

É o 12º spot da marca no distrito de Setúbal e o segundo em Sesimbra.

Vai ser possível visitar os novos trabalhos arqueológicos em Troia ainda em setembro

Mas atenção: é num dia específico e os lugares são limitados.